LADRÃO DE GALINHA

Justiça volta atrás e condena Maluf
por compra superfaturada de frangos

O deputado Paulo Maluf (PP) foi condenado pela 7ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo por improbidade administrativa em uma ação impetrada pelo Ministério Público Estadual, sob a acusação de superfaturar a compra de frangos enquanto era prefeito de São Paulo.
A ação pede devolução da grana aos cofres públicos ao acusar superfaturamento na compra de quase 1.400 quilos de frango, em julho de 1996, por R$ 1,39 milhão, da empresa de sua patroa - Silvia Lutfalla Maluf.
A ação já havia sido julgada improcedente em primeira instância, em 2002, isentando o ex-prefeito de devolver o preju aos cofres públicos. O juiz Fernão Borba Franco disse, na época, não ter constatado indícios de superfaturamento e favorecimento ilícito na operação. Na ocasião, a acusação recorreu do caso.
A nova decisão surpreendeu, mas Malufão tem direito a recurso e, com certeza, vai se safar mais uma vez.
Por meio de sua assessoria, claro, ele negou. Xadrez nessa história só se for para usar os galináceos no tradicional prato chinês. Aliás, haja panela para tanto frango-xadrez...

Nenhum comentário: