Roubaram o cabelo da crente no ponto do ônibus

Pilantras escalpam crente a estilete
para abastecer fábrica de perucas

Saiu num cantinho da Folha de S. Paulo a notícia que o NP dos velhos tempos daria com a manchete acima. O fato aconteceu num ponto de ônibus de Goiânia, a capital de Goiás, na tarde de anteontem.
Segundo a polícia, dois rapazes se aproximaram de Cleicilane Gonçalves, 24 anos, e cortaram com estilete, na altura dos ombros, seus longos cabelos.
Cleicilane teria consultado o marido antes de levar o caso à polícia local, que acredita que o objetivo dos bandidinhos seria vender o cabelo para a confecção de perucas.
Pois é, nem cabelo de evangélica os marginais respeitam mais. Aliás segundo o pensamento ateu de Zé Simão na mesma Folha de anteontem, se tudo o que falam de Deus é verdade, porque o papa anda de carro blindado?

Um comentário:

Lourdes Maria disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.