Baú do NP: FOLHA DE BOITUVA faz 88 anos

Logo original da Folha de Boituva
(clique nas imagens para ver melhor)
Neste mês de setembro o título Folha de Boituva completa 88 anos de existência. Digo ‘neste mês de setembro’ porque há uma divergência sobre sua data de fundação.
O atual herdeiro da marca 'Folha de Boituva", nosso amigo Luiz Carlos Paes Vieira, coloca na página da FB no Facebook o dia 23 de setembro de 1923.
Já o historiador e poeta boituvense Francisco de Oliveira Filho, com quem tive a oportunidade de conviver, relata em seu livro Boituva de Ontem, publicado a duras penas em 1987, que a FB surgiu em 13 de setembro de 1923.
Lá pelas tantas páginas de seu livro, “Seo Oliveira”, como carinhosamente era chamado, refere-se ao emblemático ano de 1922, que ficou marcado pela Semana de Arte Moderna e  pelo Centenário da Independência do Brasil, saudando o surgimento da Folha.
Atuação importante na luta pela emancipação
Saborosamente, Seo Oliveira conta que por essa época Boituva crescia, mas faltava à cidade um porta-voz, alguém que batalhasse por seus interesses, o que aconteceria com a fundação, em 13 de setembro de 1923,  do semanário Folha de Boituva, cujo lema era “imparcialidade e civismo”.
Ressaltando a luta do jornal pela emancipação política do município, que acabou por acontecer em 6 de setembro de 1937, ‘separando’ Boituva de Porto Feliz, Seo Oliveira alinha as três gerações que até então foram responsáveis pela FB.
Manoel dos Santos Freire foi o fundador, vindo depois Rogério Gomes, seu filho, e Rogério Gomes Filho, seu neto. O autor deste blog conheceu Rogério Gomes Filho, o querido ‘Lelo”, muito cedo, pois na edição de 24 de novembro 1968, quando tinha 11 anos, a Folha de Boituva publicou em sua primeira página um texto dele: “Garoto do 4º ano primário envia mensagem ao Prefeito eleito”.
 O texto, seu primeiro rabisco em tipos de imprensa , foi encomendado por seu pai, Antonio Soldera, que certamente recebera a encomenda de alguém do grupo político ao qual pertencia.
O livro "Boituva de Ontem" diz
que fundação foi no dia 13
A mensagem, que vocês podem ver neste post, saudava o prefeito recém-eleito, José Eurico Ferriello, como alguém que iria fazer a conciliação administrativa da cidade, que ficou durante anos dividida em turma de baixo e turma de cima, ou entre ‘picaços’ e ‘micuins’.
Autor deste blog teve seu
1º texto publicado na Folha
Mas este é outro assunto e NP voltará a ele noutra oportunidade. Assim como voltará a falar de Rogério Gomes Filho e do Seo Oliveira, o homem que criou o Museu Histórico e Pedagógico de Boituva, onde estava instalada a primeira biblioteca frequentada pelo criador deste blog. Inté.
  
OLHA AÍ O LELO - Queria por uma foto do  Lelo aqui no post mas não tinha. Aí dei uma busca na internet e achei um site chamado Amigos do Paraquedismo. E aí está o Lelo (seta) numa foto de 1970, tirada após o primeiro salto naquele que seria o Centro Nacional de Paraquedismo. Apresentado como presidente do Rotary Clube local e diretor da Folha de Boituva, Lelo está entre (da esquerda para direita) Décio Faria de Almeida, presidente da União Brasileira de Paraquedismo,  o atleta“Bié”(Gabriel),  Tancredo Primo , presidente do Lions Club,  José Eurico Ferriello, prefeito de Boituva,  paraquedistas “Salt” e Ademir, e  Roberto Faria de Almeida.

Nenhum comentário: