Paraquedismo quer bater novo recorde em Boituva

ATLETAS DOS CÉUS TENTAM ESTABELECER
NOVA MARCA EM QUEDA LIVRE FEMININA
Sol o ano todo ajuda esporte em Boituva
(foto: Emerson Rubinho)
Neste feriadão da Proclamação da República mais uma vez os céus de Boituva serão coloridos pelos atletas do paraquedismo. Na cidade que é conhecida como Capital Nacional do Paraquedismo e que fica a apenas 116 quilômetros de São Paulo pela rodovia Castelo Branco, estarão reunidos até esta terça-feira (15), atletas de todo o País com o objetivo de bater um novo recorde brasileiro feminino de Formação em Queda Livre.
Ao mesmo tempo outros paraquedistas estarão aproveitando o feriadão para treinar para a próxima tentativa de quebra do recorde sulamericano da modalidade, que acontece em abril do próximo ano, no Estado de Arizona, nos Estados Unidos.
A meta do mulheres voadoras da queda livre será formar uma figura em pleno ar com 28 integrantes. A marca atual é de 24 e foi conquistada em 2008, aqui no Brasil.  A equipe sulamericana, por sua vez, quer fazer isso com 152 paraquedistas, superando a marca de 102 conquistada em abril deste ano nos Estados Unidos.
Último recorde feminino reuniu 24 atletas
Depois de Boituva, os atletas se encontram novamente de 9 a 11 de março, em São João da Boa Vista, para mais um treinamento.
Em Boituva está sediada a Confederação Brasileira de Paraquedismo. Saiba mais acessando Brazilian Dream Team.

Nenhum comentário: