Coligação Sou Mais Boituva ganha seu 12º partido

PSDB DESISTE DE CANDIDATURA PRÓPRIA
A PREFEITO PARA APOIAR EDSON MARCUSSO
Edson Marcusso, Sergio Marcon, Elzo Sigueta e Juninho Barbosa 
Após reunião da executiva boituvense do PSDB, Elzo Sigueta abriu mão de sua candidatura a prefeito e declarou apoio a Edson Marcusso (PTB).
As candidaturas de Édson, a prefeito, e do vereador Juninho Barbosa (PDT), como vice, foram homologadas em convenção de 11 partidos realizada dia 17/6.
Com o apoio do PSDB,  a coligação majoritária  Sou Mais Boituva  reúne agora 12 partidos
O presidente local do PSDB, Sergio Marcon, informou que na convenção que se realizará neste final de semana o partido homologará a decisão de lançar apenas candidatos a vereadores.

PREFEITA DE BOITUVA ESTÁ EM MAUS LENÇÓIS

JUSTIÇA DECRETA INDISPONIBILIDADE DE SEUS BENS E DE
EMPRESA DE ENGENHARIA, NUM TOTAL DE 1,7 MILHÃO
Reformas do Centro de Eventos foi o  início do rolo
A juíza Heloisa Helena Franchi Nogueira Lucas, da 2ª Vara da Comarca de Boituva, deferiu liminar impetrada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, pleiteando a indisponibilidade dos bens da prefeita boituvense, Assunta Maria Labronici Gomes, e da MHS Engenharia e Consultoria Ltda., de Barueri, num total aproximado de R$ 1,7 milhão.

LEI DE IMPROBIDADE Na ação cível proposta pelo Ministério Público, com base na Lei de Improbidade Administrativa (Lei 8.429/92), foi pedida a condenação da prefeita e da empresa por conta da nulidade do contrato LC 96/11, firmado indevidamente com dispensa de licitação, para ampliação e conclusão das reformas do Centro de Eventos da cidade.
Novo contrato: desculpa de urgência não colou
Em seu despacho, a juíza diz que comparando-se a planilha orçamentária que gerou a tomada de preços realizada em abril de 2010, com a que definiu a contratação direta da MHS, em 2011, observou-se uma verdadeira hipótese de alteração de contrato, em decorrência de acréscimo quantitativo de seu objeto. No entanto, segundo ainda a decisão, “não se realizou nenhum termo aditivo, mas sim se procedeu à nova contratação, com dispensa de licitação”.

PREJUÍZO DE R$ 1.645.711,76 A alegação de urgência, em função de festejos tradicionais, também cai por terra na argumentação da juíza: “Mesmo porque não se pode deixar de considerar que os procedimentos para a reforma do Centro de Eventos tiveram início mais de um ano antes das festividades de agosto e setembro de 2011, não se podendo em julho de 2011, falar em urgência.”
Rombo teria sido de R$ 1.645.711,76
Os novos itens para complementação e ampliação da reforma teriam aumentado em cinco vezes o valor do contrato. No primeiro contrato a MHS teria o prazo de 120 dias para concluir a obra. Portanto, em julho de 2011, quando se solicitou o complemento das obras, elas já estariam concluídas.
Com nessa argumentação, a juíza deferiu a liminar e decretou a indisponibilidade dos bens da prefeita Assunta e da MHS Engenharia até o limite dos prejuízos estimados: R$ 1.645.711, 76.

Com 11 partidos, coligação Sou Mais Boituva terá número recorde de candidatos a vereador: 78

CONVENÇÃO HOMOLOGA CANDIDATURAS DE
MARCUSSO E JUNINHO A PREFEITO E A VICE
José Barbosa Junior e Edson Marcusso
Em convenção que reuniu 11 partidos no último sábado (17/6), na Câmara Municipal de Boituva, foram homologadas as candidaturas de Edson Marcusso (PTB) e José Barbosa Junior (PDT) aos cargos de prefeito e vice-prefeito, respectivamente, para as eleições de 7 de outubro.
Militantes tomaram conta do plenário
A convenção, que superlotou o plenário da Câmara, homologou também as candidaturas de 78 pretendentes à vereança. O número de candidatos a vereador é recorde na história da cidade numa coligação partidária. A coligação, por sinal, já está batizada como “Sou Mais Boituva”.

‘GRUPO COESO’ Para o vereador Juninho Barbosa, como é conhecido José Barbosa Junior, a convenção não era simplesmente um ato homologatório de candidaturas, mas sim o apoio para o recomeço de uma Boituva, com crescimento e desenvolvimento sustentáveis.
Emocionado, Juninho disse que se sentia extremamente feliz por fazer parte de “um grupo forte, coeso, um grupo vencedor”.
Marcusso: político não é vendedor de ilusão
No encerramento da convenção, Marcusso, que já foi prefeito de Boituva por três mandatos, destacou a coragem para superar as  dificuldades demonstrada pelos integrantes do grupo político pelo qual será candidato, lamentando que num país livre ainda haja espaço para perseguições.

PAÍS LIVRE “Nós vivemos num país livre, que não tem escravidão há muitos anos. Mas tem gente que quer ver Boituva subjugada. Mas, enquanto tivermos homens e mulheres corajosos como vocês que estão aí no plenário e como milhares de outras pessoas que estão lá fora, ninguém vai nos subjugar”, disse.
Interrompido várias vezes por aplausos, Marcusso destacou a sua visão sobre o que significa ser político.
“Nós não somos vendedores de ilusões, não. Nós somos representantes de vocês, pelo voto, para transformar os seus sonhos em realidade.”

OS PARTIDOS A coligação ‘Sou Mais Boituva” é integrada por 11 partidos. Saiba quais são os partidos e os seus respectivos presidentes municipais:

Édson Marcusso, PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), vereador José Barbosa Junior, PDT (Partido Democrático Trabalhista), Hernando Aquino, PV (Partido Verde), Laercio Codato, PSDC (Partido Social Democrata Cristão), Maria Aparecida Celini, PP (Partido Progressista), Ronaldo Barbosa Silva, PHS (Partido Humanista da Solidariedade), Reinaldo Vaghett, PRP (Partido Republicano Progressista), Waldir Alves, PTC (Partido Trabalhista Cristão), vereador Fabrício Andrade, PSB (Partido Socialista Brasileiro), vereador Joelmir Pereira Camargo, PPS(Partido Popular Socialista) e Silvano de Barros Beserra, PSC ( Partido Social Cristão).