De saco cheio com os patrões comerciários vestem-se de Papai Noel e vão à rua protestar

De saco cheio mas com bolsos vazios comerciários protestam na 25 de Março
A União Geral dos Trabalhadores (UGT) e o Sindicato dos Comerciários de São Paulo realizaram nesta sexta-feira, 4/12, uma passeata na Rua 25 de Março, o famoso templo do comércio popular em Sampa. Trajados com roupas de Papai Noel os militantes levavam nas costas o ‘saco cheio’ dos trabalhadores comerciários, não de presentes, mas sim do desprezo pelos patrões nas propostas da campanha salarial, do emperramento das convenções coletivas, além do desemprego, da informalidade, do excesso de jornada de trabalho e, claro, do bolso cada vez mais vazio.
A data-base dos comerciários é em setembro e, pela primeira vez, a categoria está há três meses tentando negociar com os lojistas. Esta manifestação também é para esfregar na cara dos patrões que o comerciário, que move esse País, deve ter seus direitos garantidos. Por mais grave que seja a crise, o consumo e a venda têm um significado importante.
DESEMPREGO SÓ AUMENTA São 500 mil comerciários na cidade de São Paulo. De janeiro a outubro foram realizadas no Sindicato dos Comerciários 150 mil homologações, o que equivale a praticamente o mesmo número no mesmo período do ano passado, mas a diferença é que este ano os postos de trabalho foram fechados aumentando cada vez mais o desemprego no comércio.
Para a UGT, o momento já é caótico na política e principalmente na economia. A UGT, segundo nota distribuída à imprensa, é a central que tem mais comerciários na base e está sentindo a perda desses empregos no comércio.
“Estamos otimistas com a sensibilidade do setor patronal e que o povo brasileiro vá superar a crise no trabalho e emprego. Que o ‘saco’ se transforme em presentes de esperança e sonhos”, afirma Ricardo Patah, presidente nacional da UGT.

PASSAGEM LIVRE PARA A INCOMPETÊNCIA E O DESRESPEITO NA OBRA INACABADA EM SAMPA

Avenida Rio Branco com Alameda Eduardo Prado: obra de acessibilidade???
Era para ser uma obra de acessibilidade, mas está lá, inacabada, dificultando a travessia até de quem não é portador de necessidades especiais. A rampa semiacabada fica na Avenida Rio Branco, sentido centro-bairro, na esquina com a Alameda Eduardo Prado, nos Campos Elísios, próximo ao palácio que já foi sede do governo do Estado de São Paulo e que teve como morador o ex-presidente Jânio Quadros quando era governador paulista.
Há mais de dois meses obras para a construção de rampas foram realizadas nas calçadas do cruzamento, mas a empresa que as fez, certamente de algum apaniguado do governo municipal, deixou para trás, inexplicavelmente, esse rabo de indecência de uma administração que prima pelo desleixo nas mínimas coisas, mas que faz oba-oba com obras insanas e mal planejadas, como as ciclovias “mountain bike”.
Moradores das imediações já postaram imagens nas redes sociais, já reclamaram para a subprefeitura, mas a indecência continua lá, ao lado do farol de pedestres, que quando fica verde parece simbolizar que na majestosa e sofrida São Paulo de nossos dias a incompetência e a falta de respeito para com o cidadão tem passagem livre.
A pretensa obra de acessibilidade está assim há mais de dois meses. Dá nojo

57 milhões estão com nome sujo no Brasil varonil. Calote já chegou no básico: contas de água e luz

O número de brasileiros com contas atrasadas cresceu 5,45% no mês de setembro em relação a igual mês do ano passado, de acordo com o Indicador de Inadimplência apurado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Na ponta do lápis, estima-se que até o encerramento do mês de setembro, havia um total de 57 milhões com o nome sujo, o que equivale a 38,9% da população adulta do país (faixa entre 18 e 94 anos).
Entre janeiro de 2015 e setembro do mesmo ano, houve um aumento líquido de aproximadamente 2,4 milhões de CPFs negativados em todo o território nacional.
Para os entendidos no assunto, o calote tem a ver com a porcaria em que se encontra a economia tupiniquim e com a cruel falta de trampo para a moçada. "Fatores econômicos como a inflação elevada, o alto custo das taxas de juros e o aumento do desemprego têm afetado a capacidade de pagamento dos consumidores", afirma o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.
BANCOS FERRAM MAIS Pior de tudo é que o calote está batendo recorde no atraso das contas de serviços básicos, como água e luz, que apresentaram as altas mais expressivas (12,55%) na comparação entre setembro deste ano com o mesmo mês do ano passado. Em seguida aparecem as dívidas bancárias, que englobam pendências no cartão de crédito, empréstimos, financiamentos e seguros, com variação positiva de 10,32%.
As dívidas do setor de telecomunicações, que leva em consideração atrasos no pagamento de telefone fixo, celular e TV paga, cresceram 4,17%, enquanto os atrasos no comércio foram mais modestos, com uma leve alta de 0,85%. Quanto à participação no total de calotes, os imbróglios bancários representam quase a metade do total das dívidas existentes no Brasil, ferrando 48,17% dos devedores. 

'CABIDAÇO': MOVIMENTO PROTESTA CONTRA O INCHAÇO DE FUNCIONÁRIOS NA CÂMARA DE SP

O movimento “Vem Pra Rua Sampa” realizou nesta terça-feira, 4/8, na Câmara dos Vereadores de São Paulo, a partir das 13 horas, sua primeira manifestação. A ideia foi juntar muita gente para fazer a entrega de centenas de cabides plásticos aos vereadores, a fim de registrar o repúdio da população paulistana à Lei 16.234/15, que aprovou, em pleno feriado paulista de 9 de julho, a contratação de mais 660 funcionários para a Câmara Municipal.

R$ 7 MILHÕES SÓ EM VALES Agora, cada vereador, que já conta com 18 auxiliares em seus respectivos gabinetes, terá o direito de contratar mais 12 auxiliares. No total, cada vereador terá 30 pessoas trabalhando. A lei, já aprovada, trará um gasto adicional de cerca de R$ 7 milhões de reais ao ano, em vales refeição, transporte e outros benefícios.
O "peso" da Câmara foi simbolizado por um elefante
O Vem Pra Rua Sampa tentou mostrar aos vereadores que aprovaram a nova lei que essas contratações são desnecessárias, dispendiosas e só servirão para engordar o número já inflado de pessoas que trabalharão para a campanha à Prefeitura, em 2016. A contratação, dizem os responsáveis pelo movimento, não trará mais eficiência ao Legislativo e, sim, significará o aumento de um já enorme cabide emprego que é Câmara Municipal de São Paulo.
Cabide é preparação para eleição municipal de 2016

QUER ENTRAR PARA A PM? ESTADO DE SP TEM CONCURSO PARA 240 VAGAS DE ALUNO-OFICIAL

FORMAÇÃO OBJETIVA CAPACITAR PARA COMANDO
A Polícia Militar do Estado de SP abriu concurso para preencher 240 vagas de aluno-oficial. As inscrições abrem nesta terça-feira (26), exclusivamente pelo site da Vunesp, e vão até 24 de junho.
Os aprovados farão o curso superior de Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública. De acordo com o edital, o salário inicial é de R$ 2.855,03.
Para concorrer, é necessário ter concluído o Ensino Médio, ser brasileiro, ter no máximo 26 anos, estar em dia com as obrigações eleitorais e com serviço militar e não possuir antecedentes criminais. Os homens devem ter no mínimo 1,65 m de altura, e as mulheres 1,60. A taxa de inscrição é R$ 130.
Os candidatos serão avaliados em prova escrita, com 80 questões objetivas de alternativa, e redação. Serão submetidos à avaliação de condicionamento físico, exames de saúde e psicológicos, além de passar por um processo de investigação social e análise de documentos e títulos.
CURSO – Após aprovados, os alunos-oficiais passam por aproximadamente três anos de formação na Academia de Polícia Militar do Barro Branco (APMBB), na zona norte da Capital. São aplicadas disciplinas como Polícia Comunitária, Direitos Humanos, Inteligência Policial, Noções de Polícia Científica, entre outras.
A formação tem o objetivo de capacitá-los para o exercício de comando e gestão das atividades de polícia ostensiva, preservação da ordem pública, defesa civil e territorial. O curso inclui estágio de observação de ações policiais.
Após a conclusão, os cadetes se tornam aspirantes a oficiais e passam por estágio de seis meses acompanhando unidades de patrulha das regiões em que vão atuar. Depois desse período, se tornam 2º tenentes.

RUÍNA E MODERNIDADE SE ENTREOLHAM NA METRÓPOLE DAS CICLOVIAS MOUNTAIN BIKE

Na esquina das alamedas Barão de Piracicaba e Ribeiro da Silva, nos Campos Elísios, a ruína e a modernidade se entreolham ressabiadas.
Um casarão que talvez devesse ser preservado está caindo aos pedaços, com placa de interditado pela Prefeitura, mas pondo em risco a integridade física de quem passa por suas calçadas.
Na esquina oposta, felizmente, um bafejo de civilidade, com o ainda cheirando a tinta Teatro Porto Seguro, que deverá ter como primeiro espetáculo um show de Ney Matogrosso, dia 6 de maio.
Quem sabe agora a Prefeitura se toca e dá um jeito naquela que é uma das muitas ruínas expostas nesta metrópole das ciclovias mountain bike...


X-MACONHA: MÃE É PRESA POR LEVAR SANDUÍCHE RECHEADO DE DROGAS PARA O FILHO NA CADEIA

Deu na Folha de S. Paulo. Uma mulher foi presa ontem (sexta-feira, 20) após tentar entrar em um presídio em São Gonçalo, no Estado do Rio de Janeiro, com sanduíches recheados com papelotes de maconha e cocaína. Foram encontrados sete tabletes de maconha e 19 sacos plásticos com cocaína escondidos dentro de fatias de pão de forma.
O bagulho, segundo a polícia, seria entregue por Selma de Souza Hernandes ao seu filho, que cumpre pena na unidade. Além das drogas também foram localizados dois chips de celular.
O material foi encontrado durante a revista de rotina. Ela foi detida e encaminhada para a 74ª DP (Alcântara). Se a moda pegar logo teremos food trucks vendendo x-maconha nas quebradas e nas portas das baladas ...

SINOS TOCAM 16 SEGUNDOS A MAIS E IGREJA É MULTADA. OBRA DURANTE A MADRUGADA PODE

Obras do prefeito Maldade varam a madrugada e tiram sono dos moradores
Madrugada de quarta-feira, 21 de janeiro, 1h10 da madrugada. Dona Eulália, moradora de um dos prédios no cruzamento da Avenida Rio Branco com a Alameda Eduardo Prado, abriu a janela do seu apartamento no segundo andar e pôs se a gritar: “Vão fazer barulho na porta do prefeito Haddad. Tenho de levantar cedo amanhã e ninguém consegue dormir com esse maldito barulho de obra”.
No cruzamento da Av. Rio Branco com Al.  Eduardo Prado, obras só de madrugada
A revolta de Dona Eulália se multiplica pela cidade governada pelo prefeito Maldade. Com menos de dois anos para a próxima eleição o alcaide paulistano vem realizando intermináveis obras em diversas avenidas e ruas da metrópole para tirar o atraso e ter argumentos para buscar a reeleição em 2016.
Depois de pintar as faixas para ciclistas invisíveis e ferrar mais ainda o trânsito, agora ele corre com as obras de corredores de ônibus, que poderiam ser realizadas no período diurno, mas que ele faz de madrugada, embora o trânsito fique impedido durante todo o dia nos locais onde estão os canteiros.

POR QUEM OS SINOS DOBRAM Se depender de Dona Eulália, deste blog e de quem tem um pingo de discernimento nesta cidade, o prefeito Maldade não se reelege nunca mais.
Recentemente, a sua prefeitura multou em mais de 36 mil reais, por tocar o sino de manhã por 16 segundos a mais, a tradicional  Paróquia São JoãoMaria Vianney, na Vila Romana, Zona Oeste de São Paulo.
A penalização veio através do Programa de Silêncio Urbano (Psiu), na manhã do dia 30 de novembro, quando  duas zelosas fiscais, movidas pela denúncia de um intolerante imbecil anônimo, constataram que os ruídos também chegavam a 80 decibéis às 9h50, o que ultrapassou o limite permitido de 65 decibéis.
O mesmo Psiu não funciona para bailes funk – que o prefeito considera cultura popular – e que varam a madrugada, tirando o sagrado direito das pessoas de dormirem, de descansarem para encarar o dia seguinte de uma metrópole onde trens e metrôs são pouquíssimos para atender a necessidade da população, mas que tem pistas de ciclismo que ficam às moscas, ajudam a atrapalhar ainda mais o trânsito.
A cidade precisa de metrô, Sr. Alcaide. Vossa Excelência diz que chegará a 100 quilômetros de  ciclovias, quando sequer temos 60 quilômetros de metrô. Seul, na Coreia, cidade que regula com Sampa, tem 600 quilômetros de metrô. Ciclovia sem metrô não serve pra nada.

MUNDO CÃO: JUIZ ABSOLVE ESTUPRADOR DE CACHORRO PORQUE ANIMAL ERA UM VIRA-LATA

A absolvição de um sujeito acusado de estuprar um cão causou bronca generaliza nas redes sociais, onde os ativistas dos direitos dos animais mostraram revolta com a descrição do juiz sobre o cão, que foi chamado de 'vira-lata'.
O fato, segundo o jornal Metro, aconteceu na Turquia, onde defensores dos direitos dos animais, membros de ONGs e representantes da oposição ligados ao Partido Republicano do Povo compareceram ao julgamento onde um réu, que não foi à audiência e acabou absolvido contra todas as acusações de estuprar um cão, apesar de vídeos provarem o contrário.
Ativistas denunciaram o veredito, alegando que ele “não tem bases legais e “é um reflexo de políticas patriarcais que legitimam estupro do estado”. O "meretíssimo" -  Haci Ibrahim Boynukara - causou polêmica ao absolver o estuprador do cão e ainda justificar sua atitude dizendo que o animal era "um simples vira-lata".